Capítulo 5 - Garota Canibal


Depois da historia da pseudo-briga como o namoradinho da tal menina lá que eu nem conhecia e eu quase tomar um belo dum cacete na fuça, a diretora do colégio, Dona Graci, decidiu me transferir de sala e eu acabei ficando sem amigos de novo e agora na sala 02, a sala que era considerada a sala dos idiotas. Aí eu fiquei pensando comigo: "bom, se a sala que eu estava era a sala 01 e tinha tanta gente idiota, como será a sala 02? Oo" [ FUUUU!].
Lá vou eu numa quarta feira, para meu primeiro dia de aula (oO - de novo)  na outra sala.
eu já sabia que eu era o assunto principal daquela semana no colégio "o cara novo" até mesmo porque pra aparecer uma pessoa naquele presídio era de século em século (claro, ninguem é tão idiota que nem eu pra cair justo lá.) Enfim, logo que eu entrei na sala tomei um pequeno susto: um cara que eu nunca vi na vida olha pra minha cara e grita as seguintes palavras: "EAAAEEEW SACAAANINHHAAA! VAAAI ESTUDARR AQUII AGORA NÉE? BEM VIINDO MANOOO!" eu: "oO huh.. obrigado". Fiquei achando estranho, o modo como fui recebido naquela sala foi completamente diferente da outra. todos pareciam mais alegres, me senti melhor quando vi os alunos rindo..  ( me senti melhor pq tinham umas meninas mais bonitas :P ) Quando olhei mais no fundo da sala vi uma moreninha baixinha sentada la no canto, era bem bonitinha a criatura. Parecia um "CHIBI" (pra quem nao sabe, chibi é uma versão "criança" de um desenho em mangá - mangá pra quem não sabe é um estilo de desenho japonés) aí eu aproveitei a receptividade do tal carinha desconhecido pra perguntar qual o nome dela, que por acaso eu NAO vou citar aqui POR MOTIVOS MAIS DO QUE OBVIOS. ¬¬ haha'
aí o cara me disse o tal nome, vamos chamar ela de Paula. Mas por enquanto a paula fica quieta no canto dela, o cara que me disse o nome dela, começou a andar comigo pra cima e pra baixo, todo canto que eu ia o cara ia junto enchendo a paciencia, contando horrores as aventuras dele e eu só respondia uma coisa: "aham!". Até que um dia, pra me provar a sua grande masculinidade ele viu um grupo de 4 amigas dele, e disse o seguinte: "cara, pode escolher qualquer uma
daquelas meninas que estão vindo ali que eu faço você ficar com uma". nessa hora eu pensei um pouco: "bom, se eu escolher e ele não conseguir eu vou zuar, e se ele conseguir eu vou ficar com a menina, e nao vou dar merda nenhuma em troca porque eu não pedi nada. - ganho de qualquer jeito" apontei pra uma das meninas e disse: "aquela" ele disse: "beleza entao". 15 minutos depois ele me volta dizendo: "cara, a menina ta te esperando la na sala 21" bom, isso era interessante, era a primeira menina que eu ia ficar por aqui, subi andando (nao, voando ¬¬) pra sala 21 e quando cheguei la a porta estava fechada, quando eu abri, a menina tava la sentada na cadeira olhando pra mim. Eu cheguei perto aí me lembrei de uma coisa: eu nao sabia o nome... mas pensei: "que se dane o nome! só vim aqui pra uma coisa." a menina era atitude, nem disse nada, quando eu cheguei perto ela levantou e fez o que tinha que fazer...[ oO ]
  ée pois é... eu tava la me encarcando com a menina dentro da sala... de repente a menina tira a blusa oO... mas pera aí, não era pra ser só uma ficadinha rápida? bom, vamos ao relatório, estou dentro de um colégio que eu não sou muito fã, com uma menina que eu nem sei o nome e ela ta parada na minha frente com os peitos a mostra... sair correndo que eu não ia. Tratei de continuar o que eu estava fazendo até que senti um gosto estranho de ferrugem na boca.. e a menina me agarrando como se eu fosse o ultimo biscoito do pacote... (na verdade eu não tava curtindo muito isso, meu estilo é mais calmo) do jeito que tava eu poderia afirmar que ela tava tentando tirar um pedaço de mim. Bem o fato é que passados alguns minutos dessa atracação toda, apareceu uma pessoa na porta, (bela privacidade) eu estaria ferrado se não fosse o fato de eu ter me afastado um pouco da menina canibal poucos segundos antes disso acontecer. isso foi totalmente broxante, logo eu larguei a menina dizendo que tinha que ir logo embora, e continuei sentindo um gosto estranho na boca, quando cheguei no andar de baixo do colégio fui no banheiro olhar no espelho.. quando olhei tomei 2 sustos. O primeiro foi ver que eu estava completamente descabelado.. a menina deve ter arrancado uns 3 quilos de cabelo da minha cabeça de tanto puxar meu cabelo (será que ela pensa que isso é excitante? oO eu nao achei) o segundo susto foi ver que de tanto a menina canibal me morder ela acabou cortando minha boca com o dente... isso mesmo ela conseguiu essa proeza, aí eu entendi que o gosto estranho que eu estava sentindo era o gosto do meu sangue. pronto, a menina tentou me comer vivo. Essa foi a primeira ficadinha no Bertholdo Cirilo, Meu colégio. Quando voltei pra sala me deparo com um deja vú: "EAAAEEEW SACAAANINHHAAA!"

3 comentários: